Salto debate as seis décadas da televisão na cultura brasileira

Home TV EscolaSalto debate as seis décadas da televisão na cultura brasileira

Salto debate as seis décadas da televisão na cultura brasileira

No dia 18 de setembro de 1950 entrava no ar a primeira emissora de TV brasileira, a TV Tupi de São Paulo. Em 2017, a presença da televisão no país completou 67 anos, com muitas histórias, polêmicas e ainda muitos desafios. O que começou com uns poucos aparelhos espalhados por Assis Chateaubriand, o responsável por trazer a então novidade para o Brasil, se tornou o objeto presente em 97,1% dos lares, segundo o IBGE. Ao longo dessa trajetória, a tevê ganhou muitos amores e muitos desafetos também. Ora vilã, ora companheira, o fato é que as emissoras – com suas programações diversificadas – marcaram e ainda marcam a vida de milhões de espectadores.

O Salto para o Futuro desta quarta-feira, 20/09, vai debater o papel da TV diante da difusão das novas tecnologias e, em especial, das redes sociais e do streaming, vídeo sob demanda. Como seus conteúdos podem ser debatidos nas salas de aula? Temas discutidos pelos convidados, Bruno Dieguez, professor do Departamento de Comunicação da PUC-Rio, e Jorge Espírito Santo – Diretor de TV, que abordam ainda como essa mídia reflete o contexto da sociedade.

Apresentado por Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, Salto para o Futuro é produzido pela Roquette Pinto Comunicação Educativa e transmitido pela TV Escola e pela TV INES. No ar há 25 anos, em cada programa um tema relacionado ao universo da educação é debatido pelos apresentadores, especialistas e personalidades. O programa também responde perguntas dos espectadores, enviadas através das redes sociais da TV Escola (Facebook e Twitter). O programa também está disponível no portal da TV Escola na internet (tvesco.la/salto2017)

Roquette Pinto