Educação escolar quilombola é tema do Salto para o Futuro

Home Salto Para o FuturoEducação escolar quilombola é tema do Salto para o Futuro

Educação escolar quilombola é tema do Salto para o Futuro

O Brasil possui hoje 2.366 escolas quilombolas, onde atuam 17.288 professores e que recebem 264.404 alunos. Para estes, além do currículo tradicional, um olhar pedagógico que considera e valoriza as heranças culturais presentes nas comunidades remanescentes de quilombo

Como a educação considera a herança desses povos? No Salto para o Futuro desta quarta, 15, a educação escolar quilombola é o tema central. No programa, Rita Gomes do Nascimento, diretora da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (SECADI) do Ministério da Educação, Benedita Rosa da Costa, professora de Comunidades Quilombolas e Maria Auxiliadora Lopes, também da SECADI falam sobre como os saberes tradicionais estão presentes nos currículos. E discutem o presente e o futuro da educação voltada para crianças e jovens moradores de quilombos.

Embora mais presente nos estados da Bahia, Maranhã, Minas Gerais e Pará, em várias cidades brasileiras a educação escolar quilombola se mantém viva. No programa comandado por Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, e que antecede a semana que marca o Dia da Consciência Negra, as convidadas do Salto para o Futuro destacam também a importância dos materiais didáticos específicos e de formação continuada para os professores quilombolas.

“A educação escolar quilombola, embora aconteça dentro de um grupo específico, faz parte de um sistema nacional de educação” afirma a diretora da SECADI. Segundo Rita Nascimento, as questões da diversidade, dentro do sistema, ainda se dão em um ambiente de conflito.

Salto para o Futuro é apresentado às quartas, às 19h, na TV Escola e em tempo real no portal da emissora. Os programas estão disponíveis no site da TV Escola e também no canal do YouTube.

Roquette Pinto