“Cinemão”, “Salto Para O Futuro”, “O que me faz bem?” e “Interesse Público” são destaques desta semana na TV INES.

Home Roquette Pinto“Cinemão”, “Salto Para O Futuro”, “O que me faz bem?” e “Interesse Público” são destaques desta semana na TV INES.

“Cinemão”, “Salto Para O Futuro”, “O que me faz bem?” e “Interesse Público” são destaques desta semana na TV INES.

Informação, cultura, entretenimento, esporte, documentários, desenhos animados, tecnologia, aulas de Libras, revistas eletrônicas, filmes com legendas descritivas e um talk show em Língua Brasileira de Sinais, tudo com o foco da comunicação educativa. A TV INES é a única TV brasileira a oferecer programação completa para surdos e ouvintes disponibilizando uma grade de programação eclética.

Um dos destaques desta semana na programação do canal é o Cinemão. Os melhores filmes do cinema brasileiro com legendas em português. O programa aborda todos os gêneros cinematográficos, incluindo documentários premiados. Ao final de cada sessão, Áulio Nóbrega desafia o público com perguntas instigantes para que haja a possibilidade de interatividade através de comentários sobre os filmes nas redes sociais da TV.

O programa que estreou ontem, dia 11 de junho, fala sobre o filme “Pequenas Histórias”, de Helvécio Ratton. Na varanda da fazenda, uma senhora (Marieta Severo) conta breves e encantadoras histórias enquanto corta e costura pedaços de pano que se unem em uma grande e colorida colcha de retalhos. As pequenas e divertidas narrativas contadas chamam-se: “E a Água Levou…”, “Procissão das Almas”, “O Espírito do Natal” e “Zé Burraldo”.

Hoje, 12 de junho, estreia o Salto Para o Futuro – Déficit de Natureza. O transtorno do déficit de natureza é um conceito recente, criado pelo jornalista americano Richard Louv. Segundo ele, a concentração das populações em áreas urbanas e o estilo de vida adotado por boa parte das sociedades têm afastado os seres humanos do contato com a natureza, o que traz consequências para a saúde física e emocional. As crianças são as principais afetadas. Nesta edição os espectadores são convidados a refletir sobre esse assunto, e discutir como escolas, famílias e esferas governamentais podem agir para reverter esse cenário.

Outro programa que estreia hoje é O Que me Faz Bem? – Silvia Lopes. O interprograma aborda o completo bem-estar físico, mental e social, destacando que manter uma atitude positiva constante e hábitos saudáveis são a chave para uma melhor qualidade de vida. O que é transição capilar? A jovem surda Silvia, dona de cabelos cacheados, soube, provou e aprovou. Ela deixou as químicas e escovas progressivas para trás e voltou de vez com a textura natural dos cabelos.

Dia 14 de junho, quarta-feira, vai ao ar O Interesse Público – Edição 603. O programa apresenta, em formato de revista eletrônica, a defesa dos assuntos de importância comum de toda a sociedade brasileira. Além de prestar contas sobre as atribuições do Ministério Público Federal (MPF), definidas pela Constituição Federal, o programa também contribui para formação de uma consciência crítica do cidadão. O Interesse Público mostra a relevância da proteção dos direitos de todos no fortalecimento da democracia. Os assuntos são escolhidos de acordo com o interesse para o público e a atualidade, com atividades e fontes de todas as unidades do MPF no país, respeitando o princípio da presunção de inocência e valorizando a pluralidade de opiniões.
Desde a sua estreia, a TV INES conquista de maneira crescente e constante grande audiência nas diferentes plataformas. Já são mais de 3 milhões de pessoas acessando à programação nos múltiplos canais de transmissão. E conferindo as novidades nas redes sociais, canais que, além de acessíveis também preservam e valorizam a forma como o surdo compreende a escrita. E os desafios não param: o mais importante deles, chegar às redes de transmissão por canal a cabo.

Parceria do Instituto Nacional de Educação de Surdos (INES) e da Roquette Pinto Comunicação Educativa, a TV INES é uma conquista de direitos para uma população estimada em mais de 9,7 milhões de pessoas (Censo IBGE) com dificuldade auditiva. Por isso, cresce entre surdos e ouvintes o uso da Língua Brasileira de Sinais (Libras) – reconhecida como meio legal de comunicação e expressão pela Lei 10.436, sancionada no dia 24 de abril de 2002.

TV INES, #AcessívelSempre

ASCOM Roquette Pinto Comunicação Educativa
Verônica Cobas – Assessora de Comunicação e Imprensa
veronicacobas@roquettepinto.org.br (21) – 3282 6777
Rafael Lima– Analista de Comunicação
rafaellima@roquettepinto.org.br (21) – 3282 6634

Roquette Pinto