Salto para o Futuro discute o papel da escola no combate à violência contra as mulheres

Home Salto Para o FuturoSalto para o Futuro discute o papel da escola no combate à violência contra as mulheres

Salto para o Futuro discute o papel da escola no combate à violência contra as mulheres

Entre os dias 20 de novembro e 10 de dezembro, o mundo inteiro celebra os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher, uma campanha mundial apoiada por várias instituições, incluindo a Organização das Nações Unidas. No Brasil, segundo levantamento do Datafolha realizado a partir dos dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, 503 mulheres foram vítimas de violência física, a cada hora, somente no ano de 2016.

São mais de quatro milhões e quatrocentos mil mulheres agredidas em apenas um ano. Agressões que resultam do feminicídio, que é o assassinato de uma mulher por parte do atual ou de um ex-companheiro, e de outras formas como assédio, estupro, controle e abuso emocional, dentre outras.

Esse é o tema do Salto para o Futuro desta quarta, 29, às 20h, na TV Escola. Comandado por Bárbara Pereira e Murilo Ribeiro, o programa vai discutir a violência contra as mulheres e como os papéis de homens e mulheres na sociedade podem ser debatidos na escola. A pergunta a ser respondida é: qual o papel da escola no combate à violência contra a mulher?

Participam do debate a representante da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman, a consultora da organização, Vanessa Fonseca, a coordenadora do Programa de Educação do Geledés Instituto da Mulher Negra, Suelaine Carneiro, e Rita Costa, coordenadora da pós-graduação em Gênero, Sexualidade e Direitos Humanos da Escola de Saúde Pública da Fiocruz e integrante do Movimento de Mulheres de São Gonçalo (RJ).

Eliminar todas as formas de violência contra mulheres e meninas é um dos Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável (ODS) da agenda da ONU para 2030. Para a organização, a educação é uma das fortes estratégias para o enfrentamento da cultura de violência contra a mulher e da construção do chamado Planeta 50-50. Lançada pela ONU Mulheres em apoio à Agenda 2030, a ação incentiva a participação das mulheres na tomada de decisões e o investimento em planos de ação nacionais para a igualdade de gênero. Para a instituição, construir um Planeta 50-50 depende que todas e todos – mulheres, homens, sociedade civil, governos, empresas, universidades e meios de comunicação – trabalhem de maneira determinada, concreta e sistemática para eliminar as desigualdades de gênero.

Salto para o Futuro debate o papel da escola no combate à violência contra as mulheres. Para Nadine Gasman, da ONU Mulheres no Brasil, a escola é um elo fundamental na questão da cultura da violência de gênero. “As salas de aula são espaços onde temas como direitos humanos e o papel de homens e mulheres na sociedade devem ser permanentemente debatidos”.

Salto para o Futuro é exibido todas às quartas, às 20h, na TV Escola. Exibição em tempo real também pelo portal da TV Escola (tvescola.mec.gov.br).

ASCOM TV Escola
Verônica Cobas – veronicacobas@roquettepinto.org.br – 21 3282-6667
Rafa Bernardo Lima – rafaellima@roquettepinto.org.br – 21 3282-6634

Roquette Pinto